Published in

Revista Enfermagem UERJ, (27), p. e44079, 2019

DOI: 10.12957/reuerj.2019.44079

Links

Tools

Export citation

Search in Google Scholar

Prevalência do diagnóstico de enfermagem Mobilidade Física Prejudicada em pessoas com esclerose múltipla

This paper was not found in any repository; the policy of its publisher is unknown or unclear.
This paper was not found in any repository; the policy of its publisher is unknown or unclear.

Full text: Unavailable

Question mark in circle
Preprint: policy unknown
Question mark in circle
Postprint: policy unknown
Question mark in circle
Published version: policy unknown

Abstract

Objetivos: identificar a prevalência do diagnóstico de enfermagem Mobilidade Física Prejudicada, suas características definidoras e fatores relacionados em pessoas com Esclerose múltipla e verificar a associação entre ambos e suas razões de prevalência. Métodos: estudo transversal com 113 pacientes em um hospital da região Nordeste do Brasil. Para a análise dos dados utilizou-se os testes de qui-quadrado de Pearson e exato de Fisher, sendo calculadas também as razões de prevalência. Resultados: o diagnóstico esteve presente em 89% da amostra e as características e fatores que apresentaram associação foram: alterações na marcha; instabilidade postural; movimentos descoordenados; redução nas habilidades motoras finas e grossas; depressão; força muscular diminuída e prejuízo músculo esquelético. Conclusão: o diagnóstico apresentou-se com elevada frequência na amostra, o que permite identificar as necessidades de intervenções que diz respeito à capacidade funcional do individuo, potencializando seu rendimento funcional e pessoal, através do planejamento do cuidado e da assistência qualificada.